jusbrasil.com.br
6 de Julho de 2022

Miss DF vira magistrada aos 28 anos

Alessandra Baldini tomou posse no Tribunal Regional Federal em janeiro

Gilbert Di Angellis, Advogado
Publicado por Gilbert Di Angellis
há 7 anos

A Dra. Alessandra Baldini, brasiliense, 28 anos, assumiu o cargo de juíza federal em janeiro deste ano. Além do concurso para o TRF, a miss DF de 2011 foi aprovada em outros cinco nos últimos três anos. Alessandra é pós-graduada pelo Ministério Público, advogada e trabalhou como especialista em regulação da Agencia Nacional de Aviacao Civil (Anac) e analista do Supremo Tribunal Federal. Foi aprovada como analista do Superior Tribunal de Justiça, defensora pública e procuradora do Banco Central.

A experiência jurídica que ela tem e o sucesso em concursos públicos nos induz a pensar que Alessandra teve uma vida dedicada ao Direito, com atenção total à disciplina. Mas na verdade estamos falando de uma jovem mulher que, por um ano e meio, seguiu carreira internacional de modelo e sagrou-se miss DF em 2011. Na disputa nacional de misses chegou até à semifinal. Alessandra uniu beleza à inteligência, além de foco e dedicação, conseguindo alcançar sucesso em diferentes esferas profissionais.

Conciliar as atividades de modelo internacional com os estudos acadêmicos não foi fácil. Alessandra teve que ter muita competência para combinar as distintas atividades. A recém-magistrada também lidou com muito preconceito.

"Na época da faculdade houve preconceito. A maioria das pessoas não acreditava que eu pudesse ser uma boa aluna, já que era modelo. Ainda há preconceito de que modelo não é inteligente, mas eu sempre fui boa aluna. As pessoas ficam surpresas ao saber que uma modelo-miss passou em vários concursos e hoje é juíza federal. Na verdade isso deixa a vitória ainda mais gratificante. A quebra de paradigma funcionou como um plus na vitória. [...]"É uma quebra de paradigma. É a transição de dois mundos completamente diferentes. Em 2012 eu ainda estava cumprindo as tarefas de miss e, em menos de três anos, estou no curso de formação de juiz federal. Embora o perfil das misses tenha se alterado, contando com meninas universitárias, ainda há o preconceito de que a miss apenas lê 'O Pequeno Príncipe'. [...] Tomar posse como juíza federal substituta do TRF é um símbolo de vitória".

"É um sonho realizado. Não preciso fazer mais concurso nenhum, pois esse era exatamente o que eu queria: chegar ao TRF e ser magistrada federal. Agora é iniciar a carreira com dedicação total. O ingresso na magistratura federal implica a responsabilidade de concretizar o princípio fundamental do acesso amplo à Justiça. Há a possibilidade de ser lotada em locais mais distantes. Se isso ocorrer, será uma honra poder fazer parte desse processo de interiorização da Justiça Federal, bem como me dará a oportunidade de conhecer a realidade e a diversidade existentes em um país tão extenso e culturalmente rico como o Brasil. Essa nova fase demandará não apenas o conhecimento jurídico adquirido ao longo dos anos, mas também maturidade e sensibilidade para lidar com conflitos concretos".

Fontes: G1, R7

Foto: Cassiano Grandi/Divulgação e Tribunal Regional Federal/Divulgação.

Informações relacionadas

Questões Inteligentes Oab, Agente Publicitário
Notíciashá 6 anos

De empregada doméstica a juíza: conheça a história da magistrada que chegou a dormir na rua

Questões Inteligentes, Administrador
Notíciashá 8 anos

Mais jovem juiz federal do Brasil dá dicas de estudo para concursos

Questões Inteligentes, Administrador
Notíciashá 7 anos

Ex-borracheiro estuda com 200 kg de resumos por 4 anos e vira juiz no DF

Questões Inteligentes, Administrador
Notíciashá 8 anos

Exemplo de sucesso, jovem juiz inspira concurseiros por todo o país

Supremo Tribunal Federal
Jurisprudênciaano passado

Supremo Tribunal Federal STF - RECLAMAÇÃO: Rcl 46765 SP 005XXXX-73.2021.1.00.0000

18 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

É um caso de beleza estar junto com competência, para ambos os sexos. A beleza é fugaz, a competência é eterna. Parabéns a magistrada e que não se endeuse como os demais porque o Olimpo esta lotado. continuar lendo

Parabéns! Exemplo de dedicação e conciliação de dupla jornada obtendo ainda bem jovem tão almejado cargo. continuar lendo

Parabéns a Doutora Alessandra Baldini,veio mostrar ao Brasil, a força da mulher, nesta semana que se comemora o Dia Internacional da Mulher. Não bastar ser bonita, sim competente!
Beleza, nunca foi sinônimo de burrice, como muitos pensam.
Inteligência aliada a beleza, é a formula do sucesso! continuar lendo

Ana, Adorei seu comentário continuar lendo

Como juíza não sei, mas, como modelo, tem futuro. continuar lendo